Notícias

www.radiomundialfm.com.br | Postado em: 25/06 - 14:30
Fábio de Melo homenageia professora que o tirou da construção civil: “Minha vez de sentir a sua falta”

Padre Fábio de Melo recorreu ao Instagram, na tarde desta terça-feira (23/06), para homenagear Ila Bueno, professora que o tirou do trabalho na construção civil e o fez voltar para a escola.

Em um texto cheio de emoção, o religioso contou que havia parado de estudar para ajudar o pai [assim como seus irmãos], e que Ila foi até a obra onde todos estavam trabalhando para convercer seu pai a deixá-lo frequentar a escola.

“Há muitos anos ela notou a minha ausência. Eu cursava a sexta-feira. Havia deixado a escola porque seguia o mesmo fado de meus irmãos: trabalhar com o meu pai, na construção civil. Eu me recordo como se fosse hoje. Ela entrando na obra, iluminada por um sorriso que me abraçou de longe”, começou Fábio de Melo.

Em seguida, lembrou o diálogo que a professora teve com seu pai: “Chamando meu pai, começou uma cantilena elogiosa sobre mim, e eu não pude me defender. ‘Sr Natinho, sabia que seu filho é um aluno excelente?’. ‘Não’ [respondeu o pai de Fábio de Melo]”, continuou.

“Sabia que ele gosta de escrever?”, continuou a professora. “Não, minha senhora!”, respondeu. “Pois é, se ele quiser, um dia, quem sabe um dia, ele possa até ser escritor. Queria muito que o senhor reconsiderasse e o reencaminhasse à escola”, narrou o religioso.

“E assim foi. Depois daquele dia eu nunca mais me esqueci de suas palavras sobre mim. Nos acessos de todas as minhas conquistas literárias o seu nome está eternamente gravado: Ila Bueno. Soube que ela partiu. Uma tristeza imensa tomou conta de mim”, continuou Fábio de Melo.

“Mas há uma rosa de gratidão brotada no lajedo de minha memória. E ela já é eterna, pois não poderá morrer aquele que soube plantar em nós um futuro que não imaginávamos ter direito. Hoje, é com muito carinho que manifesto aos seus familiares e amigos, a minha gratidão por tudo o que ela fez por mim”, agradeceu ele.

“Eu sempre digo pra mim: ‘bendito seja o dia que Ila sentiu a minha falta’. Agora chegou a minha vez de sentir a sua. Quando chegar ao céu, dê uma carteirada, em meu nome: ‘eu sou a educadora que o padre Fábio de Melo tanto fala’”, despediu-se.

Outras Notícias

© 2020 . Todos os direitos reservados.
Rua Sete de Setembro, esquina com Rua Independência, 1.475, Edifício Aliança, Centro - Toledo/PR